Fotos Antigas e história do bairro Boqueirão

O bairro era, inicialmente, uma fazenda de cerca de mil alqueires com terras úmidas e grandes banhados, onde se praticava extração de madeira

Eliel Nogueira - Atualizado: 04/05/2020

Fotos Antigas e história do bairro Boqueirão

O bairro era, inicialmente, uma fazenda de cerca de mil alqueires com terras úmidas e grandes banhados, onde se praticava extração de madeira e criação de gado.

É dessa época o nome do bairro, que deve-se ao fato de existir nos campos da redondeza uma grande cova funda que os habitantes chamavam de boqueirão A palavra boqueirão tem o seu significado no dicionário, como boca extensa ou muito aberta, bocarra e grande boca de um canal ou rio.

Não se sabe, ao certo, qual destes significados foi o mais usual para determinar o nome de uma fazenda que estava localizada muito longe do centro da velha Curitiba do século XIX.

A primeira referência conhecida das terras que atualmente fazem parte do Bairro Boqueirão está nos registros de propriedade da Fazenda Boqueirão e em nome do Coronel Manoel Antonio Ferreira, datado de 1856.

No documento consta que a fazenda possuía, aproximadamente, 1.000 alqueires.

Destas terras se sabe que era um grande banhado, porém, de solo fértil e contendo mata nativa.

A Fazenda Boqueirão era utilizada para a criação de gado, cavalos e de onde se extraía madeira e em 1855, com a morte do coronel, foi partilhada entre os seus filhos.

Após a divisão, as fazendas ficaram com o mesmo nome, constando em outros documentos da época como sendo propriedades Boqueirão.

Um grupo de Menonitas (imigrantes russos), vindo do estado vizinho de Santa Catarina, instalou-se na região e estes compraram a fazenda de Jesuíno Martins nos anos de 1930.

Esta fazenda era vizinha a Fazenda Boqueirão.

Com os Menonitas instalados na região, o lugar cresceu e desenvolveu-se graças ao surgimento de ações empreendedoras como a Cooperativa Mista Boqueirão ou a criação de escolas, igrejas e até um cemitério.

São obras dos Menonitas o Colégio Erasto Gaetner, a Igreja Irmãos Menonitas e o Cemitério Municipal do Boqueirão.

Estas obras, de iniciativa da comunidade Menonita, consolidaram o crescimento do bairro tornando-se um dos maiores da capital paranaense.

Boqueirão Área: 14,80 km² População: 68.495 hab.

Densidade: 4.628 hab/km² Bairros Limítrofes: Alto Boqueirão, Hauer, Uberaba e Xaxim.

Principais Vias: Avenida Marechal Floriano Peixoto Rua Waldemar Loureiro Campos Rua Salvador Ferrante Rua Pastor David Koop Pontos de referência: Cemitério Municipal do Boqueirão Fundação Educacional Menonita Colégio Erasto Gaetner Parque Náutico Terminal do Carmo Rua da Cidadania do Carmo Colégio Victor Ferreira do Amaral

Referência: Wikipedia 1213
Veja estas postagens


Quer comentar algo sobre Fotos Antigas e história do bairro Boqueirão ?

0.02